A lágrima

A lágrima

Quando pensamos em lágrimas, a ideia que nos vem logo à cabeça é de alguém a chorar de emoção, mas a nossa lágrima vai muito além disso. A lágrima é responsável por lubrificar os nossos olhos, pois de cada vez que pestanejamos o filme lacrimal é renovado, protegendo assim o nosso olho da secura e de microrganismos infeciosos. 

A lágrima é composta por três camadas distintas: a camada lipídica, camada aquosa e a camada mucosa. 

Podemos dividir a lágrima em três categorias:

 

– Lágrima basal: Responsável pela lubrificação da superfície ocular.

 

– Lágrima reflexiva: Pode surgir quando os olhos entram em contacto com partículas estranhas ao corpo, ou pela presença de substâncias irritantes, como os vapores de cebola ou vento forte. Pode também ser produzida como resposta a luz intensa e repentina, estímulos apimentados na língua ou ainda estar relacionada com episódios de vómito, espirros ou bocejo.

 

– Lágrima emocional: Lacrimação excessiva provada por algum tipo de stress emocional: raiva, alegria, tristeza ou até mesmo dor física. Pelo contrário, quando estamos numa situação de alerta ou de perigo, o sistema nervoso simpático encarrega-se de inibir a produção lacrimal, devido à presença de adrenalina no corpo.